Uma equipe de arqueólogos fez uma descoberta fascinante nas colinas da província de Nasca, no Peru. Foram encontrados 29 geoglifos, representando grandes figuras de felinos, que datam de 1900 a 2300 anos atrás, conforme relatado pela imprensa local.

O arqueólogo Omar Bendezú, da Universidade Nacional San Luis Gonzaga, partilhou com a agência de notícias peruana Andina que esses geoglifos foram localizados nos distritos de El Ingenio e Changuillo, em Nasca, uma cidade situada ao sul de Ica, a cerca de 310 quilômetros ao sul da capital peruana.

Bendezú explicou que, até o momento, foram identificadas 10 figuras de felinos em El Ingenio, variando em tamanho de 17 metros de comprimento por 12 metros de altura a impressionantes 42 metros de comprimento por 43 metros de altura, aproximadamente.

Além disso, na cidade de San Juan, em Changuillo, foram encontrados oito geoglifos em forma de felinos, medindo 11,3 metros de comprimento por 9,5 metros de altura, e outros com dimensões de 37,3 metros de comprimento por 13,7 metros de altura. Bendezú observou que esses geoglifos estão orientados para o sul, em direção às famosas Linhas de Nasca, indicando uma possível conexão cultural entre as figuras felinas e os habitantes da época.

O arqueólogo destacou ainda que nas encostas do morro no centro da cidade de San Francisco de El Ingenio foram encontrados dez geoglifos de aparência antropomórfica, além de uma figura antropomórfica em San Juan de Changuillo. Essas descobertas são significativas para a arqueologia peruana, acrescentou Bendezú.

A pesquisa que levou a essas descobertas foi realizada por meio de voos planejados com drones e software especializado, que permitiu a análise das imagens para identificar as formas dos geoglifos. Essa investigação meticulosa levou quatro meses para ser concluída, contando com o apoio de uma instituição universitária e do Ministério da Cultura do Peru.

Essa descoberta arqueológica proporciona uma visão única do passado da região e suscita questões interessantes sobre a cultura e a espiritualidade das civilizações antigas que habitaram o território peruano há milênios. É um testemunho impressionante da riqueza histórica e arqueológica do Peru, que continua a surpreender e encantar tanto os especialistas quanto o público em geral.

Daniel dedica-se a explorar e analisar os complexos contextos sociopolíticos de Portugal e da Europa.