O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) anunciou que catorze distritos de Portugal continental enfrentarão um período de calor intenso, colocando-os sob aviso laranja entre a próxima segunda-feira e quarta-feira. Esta medida preventiva é devida à previsão de um aumento nas temperaturas, que poderá afetar significativamente várias regiões do país.

Os distritos afetados incluem Bragança, Évora, Guarda, Setúbal, Beja, Castelo Branco e Portalegre. Estes estarão sob aviso laranja a partir das 01h00 de segunda-feira até às 18h00 de quarta-feira. De igual forma, Viseu, Vila Real, Santarém, Lisboa, Leiria, Coimbra e Braga também serão afetados pelo aviso laranja, que estará em vigor das 12h00 de terça-feira até às 18h00 de quarta-feira.

O aviso laranja, classificado como o segundo nível mais elevado de alerta meteorológico, é emitido pelo IPMA sempre que há um risco moderado a elevado de condições climáticas adversas. Este aviso ressalta a importância de precauções adicionais por parte da população e das autoridades locais para garantir a segurança dos cidadãos durante o período de calor intenso.

A população destas regiões é aconselhada a tomar medidas para se proteger do calor, incluindo a hidratação regular, a permanência em ambientes frescos sempre que possível e a evitar a exposição solar direta nos momentos mais quentes do dia. É fundamental manter-se informado sobre os conselhos e atualizações do IPMA, a fim de lidar de forma adequada com as condições climáticas desafiantes.

Com a aproximação deste período de calor intenso, as autoridades locais estão preparadas para a eventualidade de um aumento na procura de cuidados médicos devido ao calor extremo. As equipas de emergência e de saúde estão de prontidão para responder a quaisquer situações que possam surgir.

Neste contexto, é crucial que os residentes dos distritos afetados estejam conscientes do aviso laranja em vigor e sigam as diretrizes de segurança recomendadas. Ao adotar uma abordagem preventiva e cautelosa, todos podem contribuir para minimizar os riscos associados a estas condições meteorológicas desafiantes.